quarta-feira, 5 de novembro de 2014

A CONSPIRAÇÃO DAS VACAS (2014)

"«Cowspiracy: The Sustainability Secret» é um documentário ambiental inovador que segue o intrépido cineasta Kip Andersen há medida que, como ele revela a indústria mais destrutiva que o planeta enfrenta hoje - e investiga porque as principais organizações ambientais do mundo estão com muito medo de falar sobre isso.
A agropecuária é a principal causa do desmatamento, consumo de água e poluição, é responsável por mais gases de efeito estufa do que o setor de transporte, e é o principal motor da destruição da floresta, extinção de espécies, perda de habitat, erosão do solo, de "zonas mortas" nos oceanos, e praticamente todos os outros problemas ambientais.
No entanto, ela continua, quase inteiramente sem contestação.
Á medida que Andersen confronta os líderes do movimento ambiental, ele descobre cada vez mais o que parece ser uma recusa intencional de discutir a questão da agricultura animal, enquanto denunciantes da indústria e "cães de guarda" o alertam dos riscos para a sua liberdade e até mesmo para a sua vida se ele se atrever a persistir.
Tão revelador como «Blackfish» e tão inspirador como «Uma Verdade Inconveniente», este documentário chocante e humorístico revela o impacto ambiental absolutamente devastador que a pecuária industrial em grande escala tem sobre o nosso planeta, e oferece um caminho para a sustentabilidade global para uma população crescente."

  A Conspiração da Vaca (2014) LEGENDA PT from Cows Piracy on Vimeo.

quinta-feira, 19 de junho de 2014

Alimentação: organizações de saúde cedem a lobbys da indústria



Um especialista mundial em nutrição acusa as organizações internacionais de saúde de cederem aos interesses da indústria ao ponto de elaborarem uma pirâmide alimentar e recomendarem alimentos que nem sempre são os melhores para evitar doenças, avança a agência Lusa, citada pelo Notícias ao Minuto.

Colin Campbell, pela primeira vez em Portugal, é um bioquímico norte-americano especialista em nutrição na saúde e autor do Estudo da China ("The China Study"), o maior estudo epidemiológico sobre o efeito da alimentação e estilo de vida na saúde.

Convidado como orador principal, esta quarta-feira, num seminário sobre nutrição, subordinado ao tema "Factos e mitos", promovido pelo Ministério da Saúde e pelo Instituto Macrobiótico de Portugal, Colin Campbell diz que o principal mito que subsiste "tem a ver com o facto de as pessoas continuarem a olhar para a carne como a principal fonte de proteínas".



 "Isso está errado. Uma alimentação rica em verduras e legumes também fornece proteínas", disse, em entrevista à Lusa, o defensor de uma dieta completamente isenta de carne, peixe e lacticínio


Uma das conclusões fundamentais que emanam do seu estudo, publicado em 2005, é que o "principal problema de saúde está associado aos lacticínios e ingestão de carne", uma afirmação que considera "válida" quase quinze anos depois, disse à Lusa.

De acordo com este estudo, que produziu mais de 8.000 associações significativas entre diversos factores alimentares e várias doenças, o consumo de carne, peixe e derivados de leite é responsável por doenças degenerativas modernas, como o cancro e a diabetes.

Questionado sobre por que motivo então as conclusões do seu estudo nunca foram aplicadas a nível mundial na alimentação e acatadas pelas associações ligadas à saúde, designadamente a OMS e organizações relacionadas com as doenças degenerativas, Colin Campbell escuda-se na força dos lobbys da industria alimentar.

"Não podemos esquecer que a Pirâmide alimentar que vemos é ditada por uma série de factores, sendo um dos principais a influência de determinados sectores da indústria alimentar. Os lobbys paralelos que existem, ligados aos sector alimentar, são fortes, poderosos e continuam a ditar as regras gerais da alimentação, incluindo o que se inclui na Pirâmide Alimentar", afirma.

Sobre a importância para a saúde, nomeadamente para o reforço do sistema imunitário, dos bacilos vivos contidos nos iogurtes, Colin Campbell reconhece que "os iogurtes têm mais benefícios do que o leite", mas sublinha que "esses benefícios não são suficientes para que o iogurte substitua o valor dos legumes na comida vegetariana".

Quanto aos chamados peixes azuis, que cada vez mais estudos consideram fundamental para a saúde cardiovascular e o combate a doenças como o cancro, o responsável reconhece igualmente alguma importância, mas descarta-os como necessários.

"O peixe é, sem dúvida, o que tem melhor ratio - se comparado com a carne - de Omega 3 e Omega 6. Contudo, podemos substituir o peixe por outros alimentos, como sementes e vegetais, que também nos conferem esses benefícios", explicou.

Confrontado com os vários estudos recentes que apontam cada vez mais para a importância do consumo de carne branca, peixe e lacticínios, contrariando as teses que resultam do Estudo da China, Colin Campbell aponta novamente o dedo à indústria alimentar e ao seu peso na determinação das regras gerais da alimentação.

Segundo o especialista norte-americano, a Associação Americana de Dietistas, uma das principais em todo o mundo, tem o controlo dos currículos das pessoas que depois aconselham todas as outras em termos alimentares (isto na realidade americana), sendo que estas associações "são, na sua maioria, co-financiadas pelas grandes empresas de bebidas, farmacêuticas e alimentares".

"Ora, isto acaba por ser uma bola de neve de informação, se o ponto inicial - a Associação - sobrevive através dessas empresas, então a formação que passam vai muito ao encontro do que essas empresas pretendem. Como sabemos, pouco mudou em termos do que são as regras gerais alimentares, tendo em conta que muito mudou em termos de estudos e dados apresentados. A maioria das regras alimentares é financiada pelas empresas que produzem esses alimentos", acusou.


Fonte:  Portal de Oncologia Português  
           

terça-feira, 19 de novembro de 2013

Vandana Shiva: biodiversidade e biopirataria

O Tempo e o Modo de Graça Castanheira, é uma série exibida na RTP2 que convidou 11 personalidades de geografias e quadrantes sociais diversos para, em conversas de 30 minutos, reflectirem sobre o mundo e o futuro.

Trata-se de um retrato a várias vozes da realidade contemporânea que revela as relações profundas existentes entre os nossos modelos de pensamento e as suas consequências nos dias de hoje, para o indivíduo, para a vida e para o planeta. Uma prova singular de que existe actualmente uma premente interrogação acerca do nosso futuro comum, baseada simultaneamente na aceleração dos fenómenos humanos, naturais e tecnológicos, mas também na inoperabilidade dos nossos modelos de interpretação e de acção sobre o mundo. Uma série que cruza dúvidas e perplexidades comuns com o estimulante pensamento de algumas das mais interessantes personalidades dos nossos tempos.

sábado, 4 de maio de 2013

Centenas de estranhas esferas 'metálicas' encontradas em antigo templo mexicano. O Templo da Serpente Emplumada.


Centenas de misteriosas esferas encontram-se sob o Templo da Serpente Emplumada, uma antiga pirâmide de degraus de seis níveis, apenas a 30 milhas da Cidade do México. As esferas enigmáticas foram encontrados durante uma escavação arqueológica usando um robô equipado com câmara em um dos edifícios mais importantes na cidade pré-hispânica de Teotihuacan.




"Elas se parecem com esferas amarelas, mas não sabemos seu significado. É uma descoberta sem precedentes", disse Jorge Zavala, arqueólogo da Antropologia Nacional do México e do Instituto de História.



As ruínas Mesoamericanas  de Teotihuacan, um Património da Humanidade, representam um dos maiores centros urbanos do mundo antigo. Que teria sido estabelecido em torno de 100 AC,  a cidade cheia de pirâmides tinha mais de 100.000 habitantes no seu auge, mas foi abandonada por razões misteriosas cerca de 700 DC. Muito antes dos aztecas chegarem em 1300. A escavação no templo foi focada a 330 metros de comprimento do túnel que corre sob a estrutura. O local foi descoberto em 2003, quando fortes chuvas deixaram a descoberto um buraco a poucos metros da pirâmide.

Explorando o túnel, que foi deliberadamente cheio de detritos e as ruínas da Cidade de Teotihuacan, serão necessários vários anos de trabalho preliminar e planeamento. "Finalmente, há alguns meses, encontramos duas câmaras laterais de 72 e 74 metros (236 e 242 pés) da entrada. Chamamos-lhes Câmara do Norte e Câmara do Sul  ", disse o arqueólogo Sergio Gómez Chávez, Director do Projeto Tlalocan,  ao Discovery News. Os arqueólogos exploraram o túnel com um robô de controle remoto chamado Tlaloc II-TC, que tem uma câmara de infravermelhos e um scanner a laser que gera a visualização 3D dos espaços sob o templo. "O robô foi capaz de entrar na parte do túnel que ainda não foi  escavado e encontrou três câmaras entre os 100 e 110 metros (328 e 360 pés) a partir da entrada ", disse Gómez Chávez. As misteriosas esferas foram encontradas em duas destas câmaras. Variando de 1,5 a 5 centímetros, os objectos têm um núcleo de argila e são cobertas com um material amarelo chamado jarosita. "Este material é formado pela oxidação da pirita, que é um minério metálico ", disse Gómez Chávez." Isso significa que em tempos pré-hispânicos elas apareceram como se fossem esferas metálicas. Existem centenas delas na câmara sul. "



De acordo com George Cowgill, professor emérito da Universidade Estadual do Arizona e autor de várias publicações sobre Teotihuacan, as esferas são uma fascinante descoberta. "A Pirita foi certamente usada pelos teotihuacanos e outras sociedades mesoamericanas antigas", Cowgill contou ao Discovery News. "Originalmente, as esferas teriam mostrado muito brilho. Elas são realmente únicas, mas não tenho ideia do que elas significam."

Fontes: Red Ice Creations
               Discovery.com

quarta-feira, 20 de março de 2013

THRIVE (PROSPERAR) - O que será necessário


THRIVE  (Prosperar) é um documentário não-convencional que levanta o véu sobre o que realmente está acontecendo em nosso mundo, seguindo o dinheiro - upstream - descobrindo a consolidação mundial do poder em quase todos os aspectos de nossas vidas. Tecendo avanços na consciência, ciência e activismo,  THRIVE oferece soluções reais, capacitando-nos com estratégias inéditas e ousadas para a reclamação de nossas vidas e nosso futuro. Prosperar.

quarta-feira, 13 de março de 2013

SOBREVIVENDO AO PROGRESSO



Maravilhoso documentário da BBC, com imagens belíssimas.

 "A ascensão da Humanidade é geralmente medida pela velocidade do progresso? Mas e se o actual progresso estiver nos prejudicando, em direcção ao colapso? Ronald Wright, autor do best-seller "A Short History Of Progress" (A Breve História do Progresso), que inspirou este documentário, mostra como as civilizações do passado foram destruídas pelas "armadilhas do progresso" - tecnologias fascinantes e sistemas de crença que atendem a necessidades imediatas, mas comprometem o futuro.
Com a pressão sobre os recursos mundiais aumentando e as elites financeiras levando nações ao fundo do poço, poderá nossa civilização globalizada escapar da catástrofe - a "armadilha do progresso" final?
Através de imagens marcantes e insights iluminadores, de pensadores que investigaram nossos genes, cérebros e comportamento social, este requiem do modelo de progresso usual também propõe um desafio: provar que tornar macacos mais inteligentes não é um beco sem saída evolucionário."




sexta-feira, 8 de março de 2013

Essa água-viva é o único animal imortal do planeta



Normalmente quando uma criatura tem um nome sugestivo de ‘imortal’, é sempre algo interpretado de forma não-literal. Mas não é bem assim no caso das regras biológicas dessa água-viva. Essa água viva, chamada Turritopsis nutricula, simplesmente não consegue morrer de causas naturais. Sua capacidade de regeneração é tão alta que ela só pode morrer se for completamente destroçada.

Como a maioria das águas-vivas, ela passa por dois estágios: a fase de pólipo, ou fase imatura, e a fase medusa, na qual pode se reproduzir de forma assexuada. A água-viva imortal foi descoberta por acaso pelo estudante alemão de biologia marinha Christian Sommer em 1988, enquanto ele passava suas férias de verão na Riviera Italiana. Sommer, que colectava espécies de hidrozoários para um estudo, acabou capturando a pequena criatura misteriosa, ficando espantado com o que observou no laboratório. Após examiná-la durante alguns dias, Sommer percebeu que a água-viva simplesmente se recusava a morrer, regredindo ao seu estado inicial de desenvolvimento até reiniciar o seu ciclo de vida outra vez, sucessivamente, como se sofresse um envelhecimento reverso.

Os pesquisadores já descobriram que ela inicia seu incrível rejuvenescimento quando se encontra em uma situação de stress ou ataque, e que durante esse período o organismo passa por um processo conhecido como transdiferenciação celular, ou seja, um evento atípico no qual um tipo de célula se transforma em outro, tal como ocorre com as células-tronco humanas. É a natureza nos surpreendendo mais uma vez, nos mostrando sua grande capacidade de inovação mediante as adversidades naturais e do homem. Vejam um infográfico que explica melhor seu ciclo:


Em: hypeness
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...